Julho: mês do Dízimo

“O que vimos e ouvimos nós anunciamos” I Jo 1,3

Neste mês de julho todos nós somos convidados a meditar a nossa responsabilidade e participação na comunidade Cristã através do Reconhecimento e Devolução do Dízimo. Sabemos que “todos os dízimos da terra são propriedades do Senhor” (cfLv 27,30) e por isso a nossa fidelidade deve ser constante. Sendo assim nos comprometemos deforma direta com o anuncio do Evangelho difundido através da Igreja que é corpo místico de Cristo, e é na Igreja que devolvemos a Deus o dízimo de tudo que Ele nos dá: “Trazei integralmente o dízimo ao tesouro do templo. Que haja alimento na minha Casa” (cf Ml 3,10).

O Dízimo não nos pertence, pertence ao Pai. Então não devemos negá-lo. Além disso a nossa generosidade através das ofertas não deve ser isenta. O dízimo é a parte de Deus, a Oferta é o que tiramos da nossa parte. Que neste mês tomemos uma decisão de fidelidade para proporcionarmos através da Igreja aquilo que vimos e ouvimos na alegria do ser Dizimista, pois “Deus ama quem dá com alegria” (2Cor 9,7)

Procure a Secretaria ou a Pastoral do Dízimo e assuma esse compromisso com o anuncio da Palavra de Deus.

Comentários